abrir uma clínica de nutrição

Como abrir uma clínica de nutrição em 8 passos

Muitos nutricionistas recém-formados ou que trabalham como funcionários em algum consultório ou clínica têm o desejo de se tornarem donos do próprio negócio ao abrir uma clínica de nutrição. A possibilidade de crescer profissionalmente e um possível aumento nos rendimentos são algumas das condições que atraem essas pessoas.

No entanto, existem muitas dúvidas como proceder. Escolher a localidade correta, definir o nome da clínica e a especialidade de atuação, além das questões burocráticas que envolvem a abertura de um empreendimento são alguns dos questionamentos mais frequentes.

Para orientá-lo a tomar decisões certas, neste artigo apresentaremos 8 dicas para que você aprenda como abrir uma clínica de nutrição e transformar o seu sonho em realidade.

1. Escolha a especialidade

O primeiro passo antes de abrir uma clínica de nutrição é determinar qual especialidade ali será tratada. Selecione uma área que você tenha capacidade técnica, conhecimentos e que lhe agrade. Lembre-se de que se você não gostar daquilo que escolheu trabalhar a probabilidade de dar errado é muito grande.

Considere o público-alvo que você pretende atingir e o poder aquisitivo que eles possuem. Essa informação pode refletir nos outros passos que você dará antes de inaugurar seu estabelecimento.

2. Defina a localização

Escolher o local certo é ponto fundamental antes de se abrir uma clínica de nutrição. Até mesmo porque uma escolha errada e o seu negócio já nasce propenso ao fracasso. Instalar a clínica em local sem estacionamento nas imediações ou com muita concorrência próxima pode ser fatal.

Procure por uma região que seja bem localizada, ou seja, que tenha outros empreendimentos comerciais e consultórios médicos perto, mas que não tenha muitos nutricionistas com a mesma especialidade que a sua clínica prestará.

Fácil acesso é imprescindível, portanto, fique atento a quantidade de vias de acesso, ao número de linhas de ônibus e metrô que ali circulam e se há estacionamentos públicos ou privados ao redor da área. A segurança do local também conta.

3. Escolha o imóvel

Esse é outro ponto importantíssimo. Muitas pessoas escolhem o imóvel baseando-se apenas no preço de aluguel do imóvel e do condomínio, e isso é um erro. Não entenda errado, os valores a serem pagos à imobiliária ou ao locador contam sim, mas outros fatores são tão importantes quanto.

Considere a infraestrutura. Veja se há espaço suficiente para aquilo que você tem em mente: o número de salas e toaletes, se a recepção tem um bom tamanho, se existe uma área para instalação de uma copa ou cozinha. Observe a qualidade das instalações elétrica e hidráulicas. Preste atenção, ainda, na acústica e no conforto térmico. Afinal, quem gostaria de trabalhar em um local barulhento e sem ventilação?

Quem não quer ou não pode gastar muito tem a opção de sublocar salas ou espaços em academias de ginástica ou spas. A vantagem é poder utilizar parte da infraestrutura já existente, mas, em contrapartida o espaço, provavelmente, será menor, o que pode prejudicar o crescimento dos serviços prestados pela clínica.

4. Pense no nome da clínica

Em um mercado competitivo como o da nutrição a escolha certa do nome é uma grande vantagem. Selecione um nome de fácil assimilação, que identifique o seu serviço e que, preferencialmente, seja curto e criativo.

Considere que as pessoas precisam lembrar facilmente do nome de sua clínica, até mesmo para que elas possam indicá-la para outras pessoas. Por melhor que seja o serviço prestado pela sua clínica se o público não conseguir memorizar o nome dela, você estará perdendo potencial econômico.

5. Atente-se à burocracia ao abrir uma clínica de nutrição

Abrir uma empresa no Brasil é um processo que necessita de muita paciência. A burocracia é grande e são muitos os documentos que precisam ser apresentados e os papéis assinados.

Para não ter muita dor de cabeça nessa hora, é aconselhável contratar um contador para cuidar de todo o processo. Esse profissional será o responsável por elaborar os atos que constituirão a empresa, escolher a forma jurídica mais adequada e cuidar e entregar a documentação necessária junto aos órgãos públicos necessários para legalizar a empresa.

6. Cadastre a clínica de nutrição junto aos órgãos de saúde

Para abrir uma clínica de nutrição é necessária uma autorização dos órgãos de saúde competentes. Essas entidades precisam ter a certeza que o seu estabelecimento irá respeitar as normas de segurança e higienização.

Entre os órgãos que você terá que entregar documentação específica estão a Vigilância Sanitária do município onde a clínica ficará instalada, o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde e o Corpo de Bombeiros. Para não ter dúvidas, entre em contato com o Conselho Regional de Nutricionistas da sua região e peça uma orientação.

7. Compre os equipamentos

Depois que toda a parte burocrática tiver sido concluída é necessário equipar a clínica para que ela possa ser inaugurada. Alguns equipamentos básicos independem da escolha da especialidade. Todo nutricionista para atender bem seus pacientes necessita de uma balança, de estadiômetro, adpômetro e fita métrica.

Ter bons computadores e softwares de nutrição é aconselhável. Procure por um programa ou aplicativo que atenda às necessidades logísticas da clínica e que proporcione um bom atendimento para que o paciente fique satisfeito com a consulta.

Dependendo da especialidade que a clínica for trabalhar, outros equipamentos precisarão ser comprados. Além disso, será necessário mobiliar o imóvel. Compre mesas, cadeiras confortáveis, sofás e afins.

8. Divulgue sua clínica

Para que a clínica tenha sucesso, as pessoas primeiro precisam saber que ela existe. Portanto, divulgue a inauguração da clínica para o maior número de pessoas possíveis. Utilize os canais de Marketing Digital, tais como redes sociais, mande e-mails e também mensagens via telefone celular, avise seus atuais clientes, parentes e amigos.

Faça um coquetel de inauguração e convide pessoas importantes e formadores de opinião. Se possível divulgue o lançamento por meio da mídia. Existem programas de televisão e revistas que cobrem esse tipo de evento.

Ser proprietário de um negócio exige muita dedicação e responsabilidade. Agora que você aprendeu como abrir uma clínica de nutrição é necessário que planeje um orçamento para os custos do seu empreendimento fiquem sob controle. Reduzindo as despesas desnecessárias aumentam as possibilidades de potencializar os seus rendimentos.

Você gostou de nossas dicas para abrir uma clínica de nutrição? Então, aproveite e leia sobre a importância do marketing e empreendedorismo em nutrição e adquira mais conhecimento para aplicar no seu negócio.

Zinco

Próximo artigo

Zinco: Tudo que você precisa saber!

Posts populares com esse assunto