atp

ATP: o guia completo para essa suplementação

ATP tem sido pensado como um produto químico que o corpo cria de outros nutrientes, e não uma substância que pode ser tomada como suplemento. Mas tomar pílulas ATP ou pós podem beneficiar seus exercícios.

O que é ATP?

ATP tem três grupos fosfato (tri-fosfato) em cada molécula. Quando esses grupos são removidos da molécula, uma grande quantidade de energia é liberada. Seu corpo usa a energia para realizar uma série de processos críticos.

Estes incluem o transporte de proteínas e lipídios (gordura) dentro e fora de suas células, comunicação entre células, síntese de DNA e RNA e, por último, mas não menos importante, as contracções musculares que possibilitam o movimento.

À medida que você usa seus músculos, seu corpo cria um novo ATP para manter a demanda de energia. Mas o tecido muscular só pode armazenar o suficiente para durar alguns segundos. Quando você está trabalhando seus músculos com força, você usa toda essa energia muito rapidamente, então seu corpo se transforma em fosfocreatina, glicose e oxigênio para ajudar a reabastecer ATP.

Algumas pessoas tomam um suplemento de creatina para fornecer energia para desempenho de exercícios de curta duração e alta intensidade. A creatina fornece essa energia aumentando o suprimento de fosfocreatina (PCr), que seu corpo pode usar para formar mais ATP.

Consumir carboidratos antes de exercícios funciona de forma semelhante. Ao consumi-los, você aumenta seus níveis de glicose no sangue, o que também pode ser usado para produzir mais ATP durante um processo chamado glicólise.

Benefícios de suplementos ATP

Não faria mais sentido apenas tomar suplementos de ATP? Sim e não.

Alguns estudos apontam para efeitos benéficos, desde que você seja um rato de laboratório. Estudos de acompanhamento usando participantes humanos não foram tão promissores. Mas esse não é o fim da história.

Os suplementos de ATP podem não aumentar diretamente a quantidade de substâncias químicas no tecido muscular, mas podem melhorar o fluxo sanguíneo para o tecido ativo, aumentar o seu desempenho físico e acelerar a recuperação.

Melhor força e resistência

Um estudo de 2004 descobriu que, enquanto duas semanas de suplementação não aumentou a quantidade de ATP no tecido muscular, permitiu que os sujeitos do estudo completasse mais repetições de bench press a 70% 1RM em comparação ao grupo que tomou placebos.

Outro estudo publicado no Journal of the International Society of Sports Nutrition mostrou que 400 miligramas de ATP tomados por 15 dias seguidos reduziram a fadiga muscular e ajudaram os participantes a exercer mais força por mais tempo durante o exercício intensivo quando comparado ao grupo controle.

Pesquisadores da Universidade de Tampa descobriram que 400 miligramas de ATP, combinados com 12 semanas de treinamento de resistência, permitiram que os participantes fizessem melhorias significativas em seu agachamento 1RM e deadlift, em comparação com um placebo.

O estudo também mostrou que os participantes que tomaram os suplementos ganharam mais de duas vezes a espessura do músculo do quadríceps como aqueles que tomavam um placebo.

Aumento do fluxo sanguíneo

Além de melhorar a função muscular, a suplementação de ATP também pode aumentar a vasodilatação ou a ampliação das artérias. Tubos mais largos significam que mais combustível – oxigênio e glicose – pode chegar aos músculos ativos mais rapidamente.

Essa vasodilatação também ajuda a limpar produtos de resíduos metabólicos, como lactato e ureia do tecido muscular, e fornece mais nutrientes para acelerar o reparo muscular.

Melhor Recuperação

Um estudo de 2017 publicado no Journal of the American College of Nutrition descobriu que suplementar com ATP impediu que seus níveis caíssem após o exercício intenso.

Os participantes que tomaram os suplementos também mantiveram maior potência do que os tomadores de placebo quando ambos os grupos realizaram testes repetidos.

Até a data em que este post foi escrito, não há efeitos colaterais conhecidos para a adiposão de trifosfato de adenosina, embora o estudo mais longo até a data tenha demorado apenas 12 semanas. Os efeitos do uso sustentado não foram estudados.

E quanto às interações com outros suplementos?

Parece ser seguro combinar ATP com outros suplementos. Se houver algum efeito, eles são mais prováveis ​​positivos, aumentando os benefícios que você obtém de suplementos como a creatina e beta-alanina.

Quanto ATP você deve tomar, e quais formas existem?

Os suplementos de ATP geralmente vêm em forma de pílula, embora também exista versão em pó. Os especialistas em saúde geralmente sugerem que o monohidrato de creatina é melhor se você quiser aumentar os níveis de ATP durante o exercício.

A chave é garantir que você obtenha 400 miligramas de ATP para maximizar qualquer benefício potencial.

Quando você deve tomar ATP?

Ainda há estudos definitivos sobre os melhores horários e quantidades de suplementação de ATP. O recomendável é tomar 400 miligramas de ATP 30 minutos antes do exercício para funcionar melhor. Em dias sem treino, tome-o com o estômago vazio 30 minutos antes da primeira refeição.

Gostou deste artigo sobre ATP? Acha que ele pode ser útil a outras pessoas? Então, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Posts populares com esse assunto