marketing multinivel

Marketing Multinível: O que é isso?

Muitas pessoas estão procurando hoje uma forma de ganhar dinheiro e complementar sua renda ou até mesmo uma alternativa melhor para seu emprego principal. Nos momentos de crise econômica no país é quando mais cresce o chamado marketing multinível, que promete uma possibilidade de negócio próprio, com baixo investimento, horário flexível e grande chance de crescimento.

Mas é um modelo de negócio confiável? Quais as chances de crescimento e como se aproveitar melhor desse modelo?

Leia também:

Equipe de marketing multinível: Como montar a sua

Como criar um plano de marketing para profissional autônomo

Renda passiva ou residual, entenda o que é

O que é Marketing Multinível?

Este tipo de venda funciona no contato pessoal entre vendedores e clientes, que valoriza o atendimento personalizado e a capacitação do vendedor.

Um exemplo é a venda de cosméticos como a Mary Kay e Natura.

Marketing multinível (MMN) ou marketing de rede é um modelo de vendas de bens ou serviços em que um revendedor ganha uma participação nos lucros de sua venda e de sua rede de revendedores.”

Esse modelo incentiva revendedores a buscar novos distribuidores dos produtos da empresa, podendo assim, ter uma promoção e se tornar um gerente de vendas, aumentando seus ganhos.

O indivíduo acaba gerando mais lucro, e ganhando uma carga maior de trabalho, uma vez que ele precisa dar suporte para seus clientes e também para os novos vendedores, estando disponível para treinamentos, premiações, e outros procedimentos. E será que isso tudo vale a pena?

Marketing Multinível

As vantagens do marketing multinível são muitas

Além da liberdade de horários, este modelo de negócio é conhecido pelos seus ganhos escaláveis, já que um revendedor pode recrutar um novo distribuidor, e este por sua vez pode recrutar um outro vendedor e assim por diante, construindo sua equipe e níveis de força, e ampliando seus ganhos.

A empresa geralmente põe um limite nessa rede de vendedores, para que o principal foco de renda esteja nos produtos e não no recrutamento.

Essa possibilidade de crescimento é o que mais atrai as pessoas para este mercado.

A liberdade de horas e dias de trabalho, podendo montar seu próprio cronograma semanal, que tipo de produto comercializar e qual o tipo de público se tem mais afinidade, são um exemplo de vantagem desse modelo.

Lembrando que quanto maior sua produtividade, maior seu ganho!

A grande dúvida das pessoas é se o mercado multinível vale mesmo a pena.

As promessas de lucros parecem boas demais para ser verdade, e sempre ouvimos histórias de revendedores ganhando prêmios maravilhosos e salários acima da média do mercado.

Sim, é preciso tomar cuidado com as falsas promessas e com a empresa que escolher trabalhar, ficar de olho em sua estrutura, qualidade de seus produtos, os planos de comissão, o compromisso com seus vendedores e credibilidade.

“Mas não se pode negar que estamos falando de um mercado consolidado há várias décadas e que movimentou cerca de 40,4 bilhões somente em 2016, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Direta, a ABEVD.

Quais as desvantagens do marketing multinível?

Marketing Multinível

Mas devemos levar em consideração também as desvantagens de ser um revendedor multinível, que podem variar de empresa para empresa.

Por exemplo, o investimento inicial pode não ser tão baixo como se esperava, dependendo da empresa em questão.

Alguns planos de venda funcionam através de um catálogo, no qual o vendedor ganha uma comissão sobre suas vendas.

Mas a maioria dos planos exigem que o revendedor compre os produtos que irá vender, ou que pague um valor inicial, gerando um fator de risco, já que a criação de redes de revendedores pode ser demorada, principalmente para as pessoas que estão começando sem experiência.

Marketing multinível não é pirâmide

Muitas pessoas confundem o marketing multinível com a pirâmide, que é uma prática ilegal no Brasil.

A pirâmide financeira nada mais é do que um modelo comercial que se baseia principalmente no recrutamento progressivo de pessoas até chegar a níveis insustentáveis.

Muitos usam o marketing multinível como fachada para aplicar golpes do esquema da pirâmide, e acaba tirando a credibilidade dos negócios multiníveis, gerando uma confusão entre a definição de um e outro.

Então, se você pensa em entrar para o mercado, é preciso pesquisar e saber sobre a empresa com a qual está fazendo negócio, e assim evitar cair em propostas furadas e golpes.

Para saber a diferença de pirâmide e marketing multinível é preciso prestar atenção em alguns detalhes:

  • O marketing multinível se baseia firmemente na qualidade e venda dos seus produtos e usa o recrutamento de revendedores como forma de expandir seus negócios.
  • Já a pirâmide tem o foco no recrutamento de novos participantes, usando como pretexto produtos caros e ruins ou ainda inexistentes, que não circulam para além da pirâmide. O lucro é gerado pelo número de pessoas recrutadas pelo vendedor. A pirâmide é desfeita quando as pessoas em sua base não conseguem mais recrutar novos integrantes, interrompendo o fluxo de dinheiro.

Uma forma de saber com certeza que a empresa de sua escolha pratica o marketing multinível é verificando se ela está associada a Associação Brasileira de Vendas Diretas, a ABEVD. Praticar o esquema da pirâmide é ilegal e pode ter consequências jurídicas graves.

História do MMN

O sistema multinível, também conhecido como multi level marketing ou network marketing, foi criado nos Estados Unidos na década de 1940, por Carl Rhenborg, e é derivado das vendas diretas.

Já nesta época começaram a surgir esquemas de pirâmide, e em 1979 a Comissão Federal de Comércio definiu o marketing multinível como um negócio legítimo, ao contrário da pirâmide.

Nos anos 80, com as mudanças econômicas no mundo, o marketing multinível teve um enorme crescimento, mas grande parte das empresas que o utilizavam não tinha estrutura e organização necessárias, causando prejuízos em alguns revendedores.

Com a obrigação de comprar mais estoques para subir de nível e o desgaste pelas responsabilidades de venda, e a pouca margem de lucro, veio a frustração dos distribuidores dos produtos.

Nos anos 90 o sistema multinível passou para uma fase com mais profissionais e mão-de-obra especializada em sua administração, assim como novas tecnologias, sistemas informatizados, meios de comunicação e maior preocupação com revendedores, melhores planos de compensação e menor pressão para se investir mais tempo e dinheiro do que os vendedores dispunham.

Nos anos 2000 o sistema multinível ganhou mais credibilidade ao ver empresas multinacionais investindo em empresas de marketing multinível ou aplicando programas próprios em suas empresas.

Estamos agora numa fase de inovações com o uso da internet, que tem possibilitado o alcance ainda maior de pessoas através de computadores, smartphones e tablets, e a mudança no processo de comunicação e relacionamento entre as empresas e consumidores.

Como criar um sistema de marketing multinível?

Marketing Multinível

O MMN deve ser pensado para uma empresa cujos produtos se beneficiem de um contato próximo com o consumidor.

Para aumentar a clientela, é preciso aumentar o número de vendedores e para incentivar o recrutamento cada vendedor ganha uma comissão sobre as vendas do indicado, reforçando a ideia de recompensa para o recrutamento e treinamento dos novos distribuidores.

Para o funcionamento desse sistema é preciso de uma estrutura de cargos e funções para cada etapa do processo e assim sustentar a ampliação do mercado sem deixar de atender aos antigos clientes.

Começando pelo presidente e CEO, que naturalmente se responsabiliza por todas funções da empresa.

Temos também o profissional de vendas, que se responsabiliza pelos recrutamentos, treinamentos, desenvolvimento e motivação da força de vendas dos revendedores independentes.

O setor de marketing seleciona e faz a manutenção da linha de produto apropriada para que os distribuidores possam vender.

São estes profissionais que desenvolvem promoções, preços, relações públicas, posicionamento da marca, marketing, pesquisas de mercado e análises competitivas.

O setor de operações trabalha com produção, compras, distribuição, embarque de mercadorias e controle de inventários.

O suporte administrativo e financeiro gerencia informações, a parte jurídica, de recursos humanos e o planejamento financeiro e contábil.

O departamento de suporte faz a interação entre os distribuidores ou representantes.

O setor de desenvolvimento de produto é formado por representantes de vendas, marketing, operações e o financeiro que trabalham conjuntamente na criação e desenvolvimento de um novo produto de acordo com a exigência do mercado, visando o aumento de pedidos e estímulo para recrutamento de novos distribuidores.

É importante também deixar disponíveis outras ferramentas para se ter uma melhor comunicação com o cliente, como por exemplo revistas periódicas, ligações 0800, informações organizacionais, treinamentos e materiais de vídeo e áudio.

No Brasil foi criado o órgão ABEVD, a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas, com intuito de impor regras rígidas quanto as vendas diretas no país.

A importância dessas normas se deve ao fato da necessidade de credibilidade e certeza da proteção dos consumidores e vendedores, e assim evitar golpes como o esquema da pirâmide.

Neste órgão são definidos critérios de recrutamento, informações sobre produtos, estímulo à formação de estoque, respeito à privacidade do consumidor, critérios e prazos para devolução dos produtos.

É importante ter critérios éticos entre as empresas de marketing multinível, já que alguns distribuidores ainda utilizam mentiras, promessas, pressão e outros recursos antiéticos para ter um crescimento a qualquer custo.

Isso apenas reforça a desconfiança em massa quanto a este tipo de negócio.

“Foram criadas regras que instruem os vendedores a vender 70% dos produtos que compram da empresa para não gerar estoques e também a opção de recompra para o caso de produtos não vendidos daqueles que desistirem de continuar o negócio, para legitimar as operações e evitar desgastes entre as partes.”

Como ser consultor de marketing multinível?

Marketing Multinível

1 – Você está preparado para o Marketing Multinível?

É comum que algumas pessoas procurem ser um revendedor de marketing de rede pela crença que é um negócio fácil, que não demanda muito tempo e de rápido retorno.

Isso é resultado de uma falsa propaganda daqueles que querem recrutar vendedores a qualquer custo.

A má fama do sistema multinível vem muito da decepção que o recrutado tem ao ver que a situação não é bem essa.

Então o que você precisa saber para ser um consultor multinível?

Primeiro você tem que estar preparado para se dedicar e cumprir a meta que você traçou para você mesmo quando tomou essa decisão.

Não adianta achar que vai ter alto ganho se não tem tempo disponível para cumprir sua parte.

Afinal, seu lucro é proporcional a sua produtividade.

Você também precisa ter conhecimento sobre o produto e a empresa e ponderar se o produto é bom, se tem mercado em sua área, se vai conseguir trabalhar da forma que a empresa demanda e se é um produto que você vai conseguir vender para a clientela que tem em mente.

Ter o capital inicial também um fator forte para tomar a decisão de ser um consultor.

Algumas empresas oferecem a possibilidade de investimentos mensais, mas talvez não seja uma boa ideia, uma vez que o retorno financeiro pode demorar a compensar.

É preciso ainda ter uma visão dos seus clientes porque talvez as pessoas que você já conhece não seja o suficiente para manter seu negócio e é preciso pensar em estratégias para conquistar novos prospectos.

2 – Como escolher a empresa de MMN?

Como já citamos é preciso conhecer o produto e o mercado para ter sucesso em sua venda.

Perguntas chaves para você analisar:

  • Você sabe de onde sua empresa vem?
  • Quais são seus preceitos éticos?
  • Onde fica sua sede?
  • Existe mercado para o produto que você vai oferecer?
  • E quais as chances de existir esse mesmo mercado ano que vem?
  • O produto tem qualidade?
  • Quais são as reclamações?
  • Ela parece estar sempre em problemas judiciais?
  • Cumpre o que promete?

Fazer uma análise de campo é essencial para o tipo de produto da sua escolha.

Certifique-se que o sistema de comissões é satisfatório, eficaz, justo e se ele realmente compensa para o objetivo que traçou.

Conheça o plano de marketing da empresa e perceba se ele é favorável e qual a possibilidade de lucro que ele oferece.

Este passo é essencial para não cair em golpes onde o lucro da venda de muitos pare nas mãos de poucos.

Comece pelo menor plano de venda e depois vá subindo aos poucos – se der um passo maior que as pernas logo no começo seu prejuízo vai ser grande.

A internet também uma boa fonte de informações.

Procure saber o que andam falando da sua empresa escolhida tanto do ponto de vista do consumidor quando do ponto de vista do revendedor.

E finalmente, dê preferência às empresas associadas à ABEVD.

3 – Como fazer um marketing multinível eficiente?

Existem algumas técnicas que podem melhorar muito as suas vendas, principalmente se você ainda não tem experiência e está apenas começando ou fazendo um teste.

Algumas dicas para ser um bom revendedor é trabalhar com uma marca de cada vez.

Trabalhar com vários produtos de fontes diferentes pode causar confusões para o divulgador e também para o cliente.

O vendedor pode acabar não divulgando todas marcas adequadamente e uma delas pode sair prejudicada.

Para ganhar mais credibilidade é importante que você seja conhecido e crie um relacionamento com seus clientes a longo prazo.

É mais fácil vender para uma pessoa que já conheça seu trabalho e confia nas suas informações.

Divulgar seu trabalho nas redes sociais pode ajudar nesse processo, interagindo com clientes e postando novidades.

Se quiser seguir ganhando dinheiro, lembre-se então de criar um relacionamento de confiança.

A internet é uma ferramenta poderosa de divulgação dos seus produtos e o processo de fazer marketing online está em constante mudanças e adaptações que pode fazer muita diferença em suas vendas.

Por isso é importante aprofundar seus conhecimentos de marketing, fazendo cursos e observando às novidades e as marcas concorrentes.

Uma vez com essas informações em mãos, trace um planejamento de divulgação, escolhendo as plataformas adequadas, o número de anúncios, qual seu público alvo, e outros fatores.

4 – Como recrutar novos revendedores?

Para recrutar novos vendedores e assim aumentar sua renda, é preciso desconstruir a ideia da insistência, agressividade e repetição que o marketing multinível carrega consigo.

É preciso deixar claro que você não é um amador insistindo e criando expectativas altas demais para a realidade.

Dessa forma, você vai educar a pessoa sobre as vantagens, lucros, plano de marketing, produtos e deixar que a pessoa decida por si própria.

Convide a pessoa para uma apresentação da marca, alguma reunião, ou uma apresentação caseira onde você vai expor detalhes com ajuda de vídeos ou um catálogo, por exemplo.

Este contato pessoal constrói confiança e credibilidade no seu trabalho.

Você pode também ter um DVD ou um link na internet pronto para enviar, caso a pessoa se interesse e autorize receber o material.

É importante não se conectar emocionalmente ao seu negócio.

Nem todos seus amigos devem aceitar seu convite, e nem todos os seus prospectos vão se interessar pelo negócio.

Por isso, não se decepcione nem desanime, você está meramente levando informações para as pessoas sobre uma nova forma de ganhar dinheiro e cabe a cada um decidir se é o que ela quer no momento.

De qualquer forma, é importante que as pessoas próximas saibam do seu negócio, pois elas podem te indicar para terceiros ou até mesmo mudar de ideia sobre o convite.

Mas faça o convite apenas uma vez, não insista.

A maneira como você fala tem um peso enorme na confiança que você passa.

Por isso tenha uma postura profissional, leveza, esteja confortável e sempre diga a verdade.

Nunca invente ou aumente os benefícios que a o negócio possa trazer para seu convidado. Sua primeira abordagem deve ser breve e informativa.

Fazer network é também uma maneira eficaz de aumentar suas vendas e prospectos.

Existem eventos que estimulam os relacionamentos entre profissionais e aumentam o network pessoal de cada um.

Ao participar destes eventos e conhecer outros profissionais, você aumenta sua visibilidade e influência no mercado, troca experiências, deixa seu cartão, oferece seus serviços, faz parcerias, conhece novos fornecedores, associações e ganha respeito no meio.

A própria empresa pode criar eventos abertos ao público com demonstrações de seus produtos, onde é possível fazer novos contatos de possíveis clientes.

Empresas de Marketing Multinível

Marketing Multinível

Então, agora que você já tem todas informações vamos ver quais empresas que praticam marketing multinível e que alcançaram grande sucesso.

Jequiti

Uma empresa do Grupo Silvio Santos, a Jequiti, nos últimos anos, ganhou muito espaço no mercado de marketing multinível e venda direta, fortalecendo-se nos produtos de beleza e perfumaria.

Com a possibilidade de poderem participar do programa de teve do SBT, Roda a Roda Jequiti e faturarem prêmios que podem chegar até 1 milhão de reais a empresa chama muita atenção das pessoas, ação que vai além das tradicionais comissões.

Sem falar a oportunidade incrível de conhecer a peça rara que é o Silvio Santos, não é verdade?

Amway

A marca que tem mais faturado no Brasil é a Amway, que faz parte do Grupo Alticor. Ela está presente em 100 países e conta com mais de 3 milhões de revendedores, os chamados Empresários Amway.

A empresa vende suplementos de vitaminas e minerais mundialmente conhecidas, como a Nutrilife e Artistry, além de produtos de beleza, cuidados pessoais e itens para casa.

Avon

A Avon é uma empresa americana, mas altamente conhecida e com grande faturamento no Brasil.

Está presente em mais de 140 países e apresenta cerca de 6,4 milhões de consultores, mas o Brasil continua sendo o maior mercado da empresa.

Produz um grande número de produtos, com foco em produtos de beleza e higiene.

Herbalife

Já a Herbalife é uma das maiores empresas globais de nutrição com 40 anos de história.

A marca apresenta produtos de nutrição, como suplementos, shakes e barras de proteínas, que promovem energia e uma vida saudável.

É uma empresa cercada de polêmicas, com acusações de pirâmide, apesar de ser afiliada a ABEVD e de se mostrar sustentável ao longo de todos esses anos.

Mary Kay

Uma das marcas mais conhecidas de cosméticos no Brasil é a Mary Kay, referência em maquiagens no mundo todo, fundada pela americana Mary Kay Ash.

É importante trabalhar com uma empresa que apresenta produtos de qualidade e a Mary Kay já é consolidada no mercado e respeitada pelos produtos aprovados pelos consumidores.

Antes de ser uma consultora pesquise sobre o plano de carreira.

Por ser produtos mais caros, entenda qual seu público antes de tomar a decisão.

Marketing multinível é um campo crescente, e agora que já pesamos os prós e contras é hora de tomar uma decisão informada e consciente.

Pesquise sobre a empresa escolhida, faça uma análise de mercado, se profissionalize, respeite seus clientes, saiba se promover em eventos e também na internet.

Ainda possui dúvidas? Deixe o seu comentário abaixo que responderemos.

Se você conseguir ser um vendedor confiante e responsável, irá ter sucesso. Boa sorte!

 

Posts populares com esse assunto